SEJA BEM VINDO SEMPRE!

Olá! Que a Paz de Cristo reine em teu coração! É um grande prazer receber você em minha página. Espero que edifique sua vida e que você indique este blog às outras pessoas! Abraço.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

ADULTÉRIO É PECADO - Nenhuma condição temporal ou cultural mudará isto!



Adultério = Violação da fidelidade conjugal.


Mateus 5:27 - Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério.



A violação da fidelidade conjugal tem sido o mal que destrói famílias em todos os tempos. E esta violação ocorre em todas as camadas sociais motivada por várias razões banais, e outras, menos banais. O fato é que não há justificativa aceitável para a prática do adultério. Justificativas podem ser até toleráveis do ponto de vista social, mas nunca aceitáveis do ponto de vista divino, bíblico. O adultério deixa marcas profundas no cônjuge lesado, deixa marcas profundas e inesquecíveis nos filhos, e, mais que isto, ofende a santidade de DEUS! Adultério, definitivamente, É PECADO! E pecado grave. E só há o perdão de DEUS quando o pecador mostra-se sinceramente arrependido e ABANDONA a prática pecaminosa! Não há meio termo. Não adianta nem justifica, dizer-se arrependido e, no entanto, continuar preso ao mesmo pecado. O adultério destrói famílias, sonhos, relacionamentos firmados diante da igreja e diante de DEUS e quebra juramentos sagrados proferidos no ato do matrimônio, trazendo maldição a quem o pratica, seja quem for que estiver envolvido! O adultério envolve outros pecados tanto quanto graves como a mentira, o engano, a traição sórdida e desumana e outros. Isto tudo sem contar os riscos de crimes  passionais feitos de assassinatos cruéis e reações inesperadas por parte das pessoas lesadas. DEUS condena o adultério exatamente por causa dos males que ele provoca aos envolvidos sob todos os aspectos. Quem se envolve com o adultério e não se arrepende ou não volta atrás, perde completamente o temor a DEUS, perde a visão, a audição e o paladar espiritual. Transforma-se numa pessoa completamente desprovida de discernimento espiritual e, por vezes, torna-se um instrumento de Satanás para influenciar outras pessoas à prática do mesmo ato, chegando a acreditar que não há maldade ou pecado em sua prática. Discursa infladamente em defesa própria, buscando esquivar-se da responsabilidade, transfere a culpa a parte ofendida e a outros fatores que não o próprio desvio da vontade de DEUS e passa o tempo tentando sustentar mentiras que possam apoiar a prática. Por causa da cegueira e apostasia resultantes do pecado, o adúltero caminha lentamente a abismos mais profundos, despreza pessoas e coisas que possuem real valor e abre mão de riquezas concedidas por DEUS que jamais deveriam ser jogadas fora. Pior: o adultério é uma triste ilusão que faz o transgressor sentir-se feliz e realizado por algum tempo, mas logo quando cai em si o adúltero sente-se sujo, fraco, incapaz de retomar sua rota, envergonhado demais para corrigir seu erro e desesperado demais para desfrutar a verdadeira paz! O adultério viola a salvação do indivíduo que permanece nele e o condena a tristeza e ao infortúnio. O adultério deforma o caráter! Por isto, pense cuidadosamente nos pensamentos, diálogos e relacionamentos que você tem alimentado! Fuja enquanto há tempo, e lembre-se: nunca é tarde demais para arrepender-se. E arrepender-se significa retornar. Voltar ao caminho traçado por DEUS, e abandonar o pecado. NADA JUSTIFICA O ADULTÉRIO!

Alguns textos bíblicos relacionados à prática do adultério:

Provérbios 30:20 - O caminho da mulher adúltera é assim: ela come, depois limpa a sua boca e diz: Não fiz nada de mal!

Provérbios 6:32 - Assim, o que adultera com uma mulher é falto de entendimento; aquele que faz isso destrói a sua alma.

Marcos 10:12 - E, se a mulher deixar a seu marido, e casar com outro, adultera.

Lucas 6:18 - Qualquer que deixa sua mulher, e casa com outra, adultera; e aquele que casa com a repudiada pelo marido, adultera também.

Romanos 7:3 - De sorte que, vivendo o marido, será chamada adúltera se for de outro marido; mas, morto o marido, livre está da lei, e assim não será adúltera, se for de outro marido.

Gálatas 5:19 - Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,


(Este texto tem como objetivo responder algumas indagações que recebo por amigos do face e por email sobre a banalização do casamento e da prática do adultério)


Pr. Jesiel Freitas 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Será sempre um grande prazer receber seus comentários, por isto, comente! Porém, em respeito aos demais leitores e visitantes seus comentários serão publicados após aprovação dos editores e do proprietário do blog. Grande abraço, obrigado pelo carinho e... COMENTE!!

Related Posts with Thumbnails

Faça parte de nosso ministério!

Faça parte de nosso ministério!