SEJA BEM VINDO SEMPRE!

Olá! Que a Paz de Cristo reine em teu coração! É um grande prazer receber você em minha página. Espero que edifique sua vida e que você indique este blog às outras pessoas! Abraço.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

QUANTO VALE O SEU VOTO? QUANTO VOCÊ VALE?


Qual é o meu valor? Quanto vale o meu voto? Porque tentam comprar-me? Posso vender-me? Como ficarei após vender-me? Como devo reagir quando tentam comprar o meu voto?

Bem, mais uma vez vale mencionar a DEMOCRACIA = Governo do povo; soberania popular. Doutrina ou regime político baseado nos princípios da soberania popular e da distribuição equitativa do poder. 

(Mini Aurélio - 8ª Edição)

Este é o seu valor como cidadão: o direito de votar, o direito de escolher. E para que isto reflita positivamente no meio em que você e eu vivemos, devemos fazer isto com a sustentação e a direção do caráter correto, envolvendo todas as virtudes que o ser humano deve ter! Exatamente por isto, o seu valor é incalculável, e como fala de princípios morais que refletem em virtudes externadas em atitudes, conclui-se que isto não pode ser negociado, comercializado, vendido. O direito de escolher seus governantes e representantes políticos é materializado no seu voto, no dia das eleições. Este é o poder que você possui. Por isto, em tempos de campanha política, embora tenhamos candidatos a todos os cargos que são honestos e possuem conduta correta, também aparecem os desonestos, os corruptos e corruptores do povo que tem a ousadia de colocar preço no seu voto e lutar para comprá-lo. Fazem isto alicerçados na idéia de que os pobres, os menos favorecidos e os isentos de formação cultural ou acadêmica se vendem facilmente porque fazem qualquer coisa por uns trocados! Esta é a marca da arrogância, da altivez, do orgulho e prepotência. E você não tem preço! Ser pobre, menos favorecido ou não ter conhecimento acadêmico, de forma alguma faz de você uma pessoa sem caráter, desprovida de honestidade ou de valor. Você tem caráter, por isto, não se venda! Não aceite sequer que ponham preço no seu voto. Até porque a partir do dia em que você deixar que comprem o seu voto, você passará a não mais ter direito sobre ele, ou sobre a escolha que fez! Terá vendido o seu voto e não poderá mais fazer qualquer cobrança ao político em quem votou ou mesmo fiscalizar o que ele faz. Você já terá sido pago. E eles usam qualquer moeda: uma cesta básica (porque acreditam que você passa fome e faz qualquer coisa por uma), um caminhão de areia ou pedra para sua construção, uma caixa de remédio ou algumas para atender a uma receita médica, um dinheirinho para renovar sua carteira de habilitação, um exame médico que você precisa, uns míseros trocados (que mesmo que não fossem míseros, jamais poderiam pagar o seu caráter, porque você não tem preço), uma conta atrasada de água ou luz ou ambas, uma dentadura, uma cadeira de rodas, etc... A pergunta é: você tem preço? É isto mesmo que você vale? O texto acima, lido com atenção, já respondeu a estas indagações. Vamos a última questão: qual deve ser a sua reação diante da tentativa de comprarem o seu voto?

DENUNCIE. Popularmente eu diria: "ponha a boca no trombone". Mas, como fazer isto? Simples. No ato da tentativa da compra do seu voto, há vários recursos que você pode usar. 1) Desconfiando que tentarão fazer isto, grave o diálogo com seu celular ou qualquer outro equipamento, como por exemplo a filmagem proporcionada por uma máquina fotográfica. 2) Feita a tentativa, imediatamente ligue 190. Chame uma viatura da polícia militar e registre o boletim de ocorrência. 3) Não havendo atendimento domicilar, vá até a delegacia ou distrito policial mais próximo com o material gravado, que não deve ser descartado de forma alguma, e registre a ocorrência. 4) Utilize-se de testemunhas, se houver. Elas serão muito importantes para que prove o que está dizendo, caso não haja material de gravação. 5) Divulgue isto o quanto puder. Conte o que ocorreu a seus amigos, seus parentes, e, principalmente use isto para educar seus filhos. Conte a eles e aproveite o momento para ensiná-los corretamente a respeito. Mostre que você tem caráter. 6) Use sua linguagem, por mais simples que você seja, e dê uma boa lição de moral no político ou correligionário sem caráter que tentar comprar o seu voto. Não se intimide. Faça-o compreender que você não só tem o poder de voto, mas também possui o poder de influenciar a outros com a informação que possui. 7) Mais importante: não vote no tal político ou pretenso político. Ele ou ela, já provou não ser digno do seu voto, tampouco de ocupar qualquer cargo eletivo. A prova de incompetência foi sacramentada, quando ele ou ela tentou comprar o seu voto. Uma excelente semana e um grande abraço!


Pr. Jesiel Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Será sempre um grande prazer receber seus comentários, por isto, comente! Porém, em respeito aos demais leitores e visitantes seus comentários serão publicados após aprovação dos editores e do proprietário do blog. Grande abraço, obrigado pelo carinho e... COMENTE!!

Related Posts with Thumbnails

Faça parte de nosso ministério!

Faça parte de nosso ministério!