SEJA BEM VINDO SEMPRE!

Olá! Que a Paz de Cristo reine em teu coração! É um grande prazer receber você em minha página. Espero que edifique sua vida e que você indique este blog às outras pessoas! Abraço.

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

ORDENAÇÃO DE MULHERES AO PASTORADO - É uma atitude correta?


Ao longo do meu ministério, especialmente nos últimos anos, tenho sido questionado sobre a ordenação de mulheres ao pastorado nas igrejas evangélicas. Assunto polêmico, porém com resposta clara a medida em que estudamos e analisamos detalhadamente as escrituras. Lí hoje este artigo do Pr. Renato Vargens, publicado no mês de setembro em seu blog. Tomei a liberdade de publicá-lo em minha página. Será um prazer contar com sua leitura, e, posteriormente com seu comentário, se assim desejar. Leia:

 

 

07 razões porque eu não creio em mulheres pastoras.

 

Na minha perspectiva a ordenação de mulheres ao pastorado é uma grave distorção teológica. Lamentavelmente tenho visto nos últimos anos  inúmeras igrejas  consagrando mulheres ao ministério pastoral. Isto posto, gostaria  de forma prática e objetiva elencar 07 motivos porque  não creio em mulheres pastoras:

1- As Escrituras não referendam a ordenação de mulheres ao ministério pastoral. Não vejo na Bíblia nenhum texto que apoie a ordenação feminina ao presbiterato.

2-  Jesus não chamou apóstolas entre os doze. Todos os apóstolos escolhidos por Jesus eram homens.

3- As Escrituras não defendem o Igualitarismo e sim o complementarismo.

Igualitaristas:  Esta corrente, afirma que Deus originalmente criou o homem e a mulher iguais; e que o domínio masculino sobre as mulheres foi parte do castigo divino por causa da queda, com conseqüentes reflexos sócios-culturais. Segundo os igualitaristas mediante o advento de Cristo, essa punição e reflexos foram removidos; proporcionando conseqüentemente a restauração ao plano original de Deus quanto à posição da mulher na igreja. Portanto, agora, as mulheres têm direito iguais aos dos homens de ocupar cargos de oficialato da Igreja. Além dos igualitaristas, encontramos os complementaristas , que por sua vez entendem que desde a criação – e portanto, antes da queda – Deus estabeleceu papéis distintos para o homem e a mulher, visto que ambos são peculiarmente diferentes. A diferença entre eles é complementar. Ou seja, o homem e a mulher, com suas características e funções distintas se completam. A diferença de funções não implica em diferença de valor ou em inferioridade de um em relação ao outro, e as conseqüentes diferenças sócios-culturais nem sempre refletem a visão bíblica da funcionalidade distinta de cada um. O homem foi feito cabeça da mulher – esse princípio implica em diferente papel funcional do homem, que é o de liderar.

4- Paulo não fala de presbíteras, bispas, muito menos pastoras. As referências a essas vocações nas Escrituras sempre estão relacionadas aos homens. Não é preciso muito esforço para perceber que não existiam pastoras nas igrejas do Novo Testamento.

5-  Os reformadores  e os pais da Igreja não nunca defenderam o ministério pastoral feminino.

6- Os apóstolos determinaram que os pastores  deveriam ser marido de uma só mulher e que deveriam governar bem a casa deles – obviamente eles tinham em mente homens cristãos (1Tm 3.2,12; Tt 1.6).

7- A mulher não possui autoridade sobre o marido.( I Tm 2:12 ) Ora, se ela é pastora e o seu marido não, ela fere o principio de autoridade da Bíblia, tornando-se lider do marido.

Pense nisso!

Renato Vargens

MINHA POSIÇÃO: Concordo plenamente com o Pr. Renato Vargens. Sob todos os aspectos sua posição está correta. Esclareço, porém, o mesmo que comentei em sua página: Respeito as mulheres, incluindo minha esposa, minha sogra, minha mãe, minha avó minha filha... etc. Reconheço, evidentemente, que há milhares e milhares de mulheres espirituais, portadoras dos mais diversos dons, extremamente úteis ao funcionamento da igreja de Cristo na terra. Mas discordo que mulheres possam ser ordenadas ao ministério pastoral pelas razões bíblicas apresentadas acima. O artigo é completo. Deus abençoe nossas queridas irmãs! Mas de forma alguma ultrapassemos os limites bíblicos e criemos modismos e heresias a nosso bel-prazer. 

Abraço fraterno.

Pr. Jesiel Freitas

6 comentários:

  1. Prezamigo pr. Jesiel Freitas,

    A paz de Cristo, o nosso Senhor!

    Grato estou ao Senhor Jesus Cristo, por sua atitude, em apoiar a matéria do pastor Renato Vargens, quanto a tragédia que vem ocorrendo dentro das igrejas com a consagração de mulheres ao presbitério.

    É de se lamentar esta atitude CONFORMA dos líderes que outrora nem piscavam na decisão de estimular esta nova prática da igreja atualizada, como algumas versões das novas bíblias. Fato este, participe, nestes últimos dias do Final dos Tempos.

    Algumas novas edições virá, certamente, com a nova informação: A mulher seja esposa de um só marido, e que ele seja submisso à sua liderança(da mulher) e cuide bem dos filhos, mantendo a casa na mais perfeita ordem, principalmente, nos dias em que a PASTORA ESPOSA, estiver viajando para pregar ou realizar seminários em outras cidades, estados e países.

    Quem duvida?

    O Senhor seja contigo, nobre pastor,

    O menor de todos os menores.

    ResponderExcluir
  2. Prezado Pr. Jesiel,

    O que não dá é a hipocrisia de abrir espaço para as mulheres e depois negá-lo. Temos mulheres dirigindo congregações, trabalhando em missões, atuando abertamente como pastoras, só lhes falta o crachá. Se vamos cumprir a Palavra de Deus, neguemos a elas o púlpito e o microfone. Que estejam caladas na igreja. Do contrário, é mimetização. Por oportuno, gostaria que o irmão visitasse a página da CGADB americana, que desmonta cada um dos argumentos apresentados. O link está aqui.

    Abraços e Feliz 2012!

    ResponderExcluir
  3. Meu caro companheiro e amigo Pr. Newton Carpintero:

    Paz seja contigo amado companheiro...

    Também lamento profundamente por estas inovações que ultrapassam o modelo original de igreja. Mais que isto, sobrepujam a própria palavra.

    Grande e fraterno abraço meu nobre amigo!

    No mais... Paz!

    Pr. Jesiel Freitas

    ResponderExcluir
  4. Caro Daladier Lima:

    Satisfação em ter o seu comentário e participação aqui. Grato. É direito seu discordar e manifestar sua posição.

    Mas, com todo o respeito, independentemente dos erros cometidos até agora, ou mesmo das descabidas mudanças notadas em nosso meio, preservo minha posição original de respeitar os limites bíblicos. Inovações ou tradições meramente humanas não invalidam a doutrina bíblica e apostólica da igreja.

    Grande e fraterno abraço caríssimo companheiro, e tenha um FELIZ 2012 com toda a sua família.

    No mais... Paz!

    Pr. Jesie Freitas

    ResponderExcluir
  5. Visitei seu blog, e dou-lhe os parabéns. Gostava que fizesse parte dos meus amigos na Verdade Que Liberta, se seguir meu blog siga de forma a que eu possa seguir também o seu blog. Desejo para si e para seus familiares um Ano-Novo cheio de saúde e união na graça de Jesus. Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Prezado Antonio Batalha:

    Obrigado pela sua visita e pelo seu comentário. Com alegria seguirei também o seu blog. Deus o abençoe muitíssimo também em 2012 com toda a sua família. Seja bem-vindo sempre à esta página e fique à vontade. Abraço fraterno na Paz de Cristo, Nosso Salvador.

    Pr. Jesiel Freitas

    ResponderExcluir

Olá! Será sempre um grande prazer receber seus comentários, por isto, comente! Porém, em respeito aos demais leitores e visitantes seus comentários serão publicados após aprovação dos editores e do proprietário do blog. Grande abraço, obrigado pelo carinho e... COMENTE!!

Related Posts with Thumbnails

Faça parte de nosso ministério!

Faça parte de nosso ministério!